CONHEÇA NOSSA LOJA!
Prefeitura desenvolve programa de orientação e educação sexual para mulheres

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em parceria com o Ministério da Saúde (MS), vem desenvolvendo em Aracaju um intenso programa de orientação e educação sexual. O programa tem como principal objetivo dar acesso às mulheres, inclusive adolescentes, aos métodos de prevenção a doenças sexualmente transmissíveis e à gravidez inesperada – casos de estupro ou falha de algum método contraceptivo.

Para ter acesso aos métodos disponibilizados, as pacientes devem ser cadastradas no Programa de Planejamento Familiar coordenado pelas Unidades de Saúde da Família (USF) da capital. Através do programa, elas são orientadas quanto ao tipo e uso do material disponibilizado. Em 2004, foram cadastradas 105 mil mulheres. Delas, 55 mil receberam orientação do uso de pílulas anticoncepcionais e camisinhas, 45 mil apenas de camisinhas, 2,5 mil de dispositivos intra-uterino (DIU) e 2,5 mil pacientes foram orientadas com métodos injetáveis.

Em Aracaju, o programa vem se desenvolvendo há pouco mais de três anos e confirma a qualidade dos serviços públicos prestados pela Prefeitura Municipal na área de saúde. “Implantamos o programa em fevereiro de 2002 com uma rede organizada e estruturada com oferta de métodos anticoncepcionais para casais”, afirma a coordenadora do programa Saúde da Mulher, Sayonara Carvalho.

Atualmente, o percentual de gestação na adolescência em Aracaju é de 22%. “Número ainda bastante alto”, afirma Sayonara. “Mas não tanto quando levamos em conta os percentuais de todo nordeste, que abrangem a casa dos 30%”. Para a coordenadora, esses índices são de fundamental importância para o planejamento familiar.[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text]

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados