CONHEÇA NOSSA LOJA!
Prefeito participa do lançamento do programa Sesi Cozinha Brasil

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, participou na manhã de hoje do lançamento em Sergipe do programa Sesi Cozinha Brasil – Alimentação Inteligente, executado pelo Sesi em parceira com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. A iniciativa busca reeducar os brasileiros para aumentar o valor nutritivo das refeições, baratear os custos e evitar desperdícios.

“O melhor que se pode fazer para combater a fome num país como o nosso é educar o povo. Com a criatividade de nossa gente, nós não estaremos apenas combatendo a fome ou distribuindo alimentos, mas distribuindo consciência e cidadania, que são os principais instrumentos para vencermos de vez esta e outras desigualdades sociais do Brasil”, falou o prefeito.

De fevereiro para cá o programa Sesi Cozinha Brasil formou em Sergipe 364 alunos – 299 no curso de 10 horas para utilização dos conhecimentos em casa e 65 nas turmas de 24 horas para os que vão repassar o aprendizado. Hoje 102 alunos receberam seus certificados.

“O programa está sendo vitorioso em todo o Brasil e não é à toa que está atraindo atenção de outros países do mundo”, disse Marcelo Déda, referindo-se a países como Estados Unidos e Venezuela. “Combater a fome é rever a ordem injusta que ainda está estabelecida. É, sobretudo, assumir um papel consciente enquanto cidadão brasileiro que não espera apenas a ação dos governos”, acrescentou o prefeito.

Sergipe faz parte da segunda leva de ampliação do programa, que teve como pilotos os estados do Espírito Santo, Minas Gerais, Pernambuco, São Paulo e Piauí. O Sesi Cozinha Brasil é uma grande ferramenta de apoio ao programa Fome Zero do governo federal e já formou mais de 10 mil pessoas em todo o Brasil.

Para o presidente do Conselho Nacional do Sesi e idealizador do programa, Jair Meneguelli, a principal contribuição do Sesi Cozinha Brasil é educativa. “Nossa meta é ensinar a população a se alimentar aproveitando os alimentos em sua integralidade. Não estamos falando de restos, mas de alimentos absolutamente nutritivos”, enfatizou.

De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, o custo do desperdício alimentar no Brasil alcança a cifra de R$ 12,6 bilhões por ano, o equivalente a 1,4% do PIB nacional. Diariamente são atirados ao lixo 39 milhões de quilos de alimentos, suficientes para alimentar 19 milhões de pessoas. Durante o processo de industrialização perde-se mais de 15% da produção de alimentos do país.

“O melhor aproveitamento dos alimentos representa economia para o trabalhador, saúde para a população e um motivo a menos para a multiplicação de crianças e adolescentes nas ruas, em situação de risco”, afirmou Eduardo Oliveira, diretor regional do Sesi e presidente da Federação de Indústrias do Estado de Sergipe.

Certificados
A aluna Amélia Soares de Araújo recebeu seu certificado em nome dos demais formandos e aproveitou para agradecer a oportunidade. “A gente tem muito alimento no Brasil que não é bem aproveitado. O curso foi maravilhoso porque conscientiza a gente para uma alimentação saudável, com qualidade e baixo custo”, falou, satisfeita.

Os próximos estados a receber o programa Sesi Cozinha Brasil serão Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Tocantins. Além do governo federal, são parceiros da iniciativa os Correios, a Petrobras, a Fundação Banco do Brasil, Infraero e o Senai.[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text]

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados