CONHEÇA NOSSA LOJA!
Higienização do Huse é referência para Hospital do Câncer do Mato Grosso

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]

Higiene é palavra-chave no bom desenvolvimento das atividades em qualquer ambiente de trabalho. Quando o local em questão é uma unidade hospitalar, que recebe mais de 15 mil pacientes por mês, este conceito ganha ainda mais força. No Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), o êxito do projeto de higienização posto em prática desde 2008 agora serve de referência para outros hospitais do país.
 
Exemplo disso é o Hospital do Câncer (HC) de Mato Grosso que, no último mês de abril, solicitou à direção do Huse detalhes sobre o plano de limpeza executado na unidade. O objetivo é melhorar o serviço na unidade mato-grossense. “Tivemos conhecimento da qualidade da higienização do Huse e, então, entramos em contato e solicitamos o cronograma”, disse a coordenadora de limpeza do HC, Danúbia Lunardi.
 
Além do plano de execução dos serviços no Huse, Ronaldo Cruz, gerente de Higienização e Limpeza do maior hospital do estado, enviou sugestões e outras experiências que foram experimentadas em sua gestão e que podem dar certo no dia-a-dia da unidade hospitalar do Mato Grosso. “Trata-se uma instituição filantrópica, que faz um belo trabalho na sua região, e que tivemos o prazer de colaborar”, ressaltou Ronaldo Cruz.
 
Projeto

 
O pedido do hospital mato-grossense soou como um reconhecimento do projeto de limpeza que vem sendo executado no Huse desde 2008, quando o antigo modelo foi reformulado de acordo com as novas demandas. A quantidade de profissionais aumentou quase 100% nos últimos cinco anos. Hoje cerca de 200 funcionários são responsáveis por manter limpas as dependências da unidade de saúde.     
 
Na época de transição do modelo, todos os trabalhadores foram capacitados para que o serviço fosse executado com excelência. Neste período, discutiram não só o manuseio dos novos equipamentos, mas, também, a orientação aos pacientes e acompanhantes no que diz respeito à higiene.  Na construção deste novo padrão de limpeza, foi implantado também o check-list, como é chamada a pesquisa de avaliação com o público interno.
 
Números
 
Além de investir na capacitação dos trabalhadores, a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) e a Secretaria de Estado da Saúde (SES) aplicam recursos públicos na compra de máquinas que agilizam e melhoram o serviço. Na primeira quinzena de maio, chegaram ao Hospital de Urgência de Sergipe 60 carrinhos funcionais, seis máquinas de lavagem de piso e seis carros de coleta. Um investimento superior a R$ 150 mil.
 
Para manter corredores, paredes, móveis e vidros limpos, a Gerência de Higienização e Limpeza do Huse estima que são utilizados, mensalmente, 2.800 panos de chão, 63 mil sacos de lixo, 2.620 fardos de papel toalha, 10 mil rolos de papel higiênico, 495 litros de sabonete líquido, 500 litros de detergente e 180 litros de desinfetante – este último utilizado apenas em algumas alas.

[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados