CONHEÇA NOSSA LOJA!

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]

Considerado uma referência no tratamento de queimados, o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) possui um dos mais equipados serviços de assistência às vítimas de queimaduras do Nordeste, sendo um dos poucos da região credenciados pelo Ministério da Saúde como referência nesse tipo de tratamento. Atualmente, o espaço funciona com 14 leitos e aparelhagem de suporte clínico avançada. Desses 14, quatro são exclusivos para crianças e dois são utilizados como semi-intensivos, sendo que estes últimos também servem para isolamento em caso de necessidade.

Com a chegada da virada do ano, a gerente da Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) do Huse, a enfermeira Wandressa Santos, faz um alerta para que as pessoas tenham cuidado ao manusear fogos de artifício. “Essa época também é muito comum chegarem alguns casos de queimados na unidade. O número é bem menor que no período junino, mas também entra para as estatísticas”, declarou.

Ainda de acordo com a enfermeira, a entrada do paciente queimado se dará pela sala de sutura do Pronto Socorro, em casos menos graves, ou pela Área Vermelha, se o paciente apresentar uma maior gravidade. “Temos o Pronto Socorro que nos dá cobertura e gerencia os casos menos graves, dando o suporte e o atendimento necessários ao paciente que precisar”, explicou.

Na UTQ, existe uma equipe multidisciplinar, que conta rotineiramente com cirurgião plástico, anestesista, intensivista, clínico, pediatra, equipe de enfermagem, psicólogo, nutricionista, fonoaudiólogo e fisioterapeuta e, em caso de necessidade, um psiquiatra é acionado, além de condições ideais para funcionar.

Números

Em 2010, a UTQ registrou a entrada de 25 pacientes entre os dias de natal e réveillon. Em 2011, no mesmo período, o número foi reduzido para 17 casos. Neste ano, apenas na noite de Natal, foram registrados 3 atendimentos à vítimas de queimaduras. A gerente da unidade dá algumas dicas para ajudar a reduzir ainda mais os números de vítimas e ajudar nos primeiros socorros.

“Muitos acidentes com fogos de artifício nessa época acontecem com adultos, porém as crianças não estão isentas. Apelamos para os pais e para os responsáveis que fiquem atentos. Utilizem equipamentos de segurança para manusear fogos e afastem as crianças da cozinha na hora de preparar os alimentos para a virada do ano”, enfatizou.

Ainda de acordo com a enfermeira, o primeiro atendimento é essencial para não agravar a queimadura. “Nenhum tipo de substância deve ser usada sobre o ferimento provocado por queimadura. A recomendação é apenas irrigar o local queimado com água fria e corrente. Em seguida, envolvê-lo com um pano limpo. Após essa providência, a vítima deve ser levada o mais rápido possível a um hospital, para que receba os cuidados médicos necessários”, concluiu a gerente.

[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados