CONHEÇA NOSSA LOJA!
Twitter de Marcelo Déda é tema de projeto de mestrado

Alternando debates de grande relevância política com momentos de descontração, o ex-governador Marcelo Déda conseguiu construir um perfil diferenciado no Twitter. Com 29 mil seguidores, foi através de sua conta na rede social que, por diversas vezes, abriu um canal de diálogo direto com a sociedade. Através de sua conta no Twitter foi possível acompanhar posicionamentos firmes e claros do estadista e também diversas de suas características pessoais, como a do torcedor entusiasta do Flamengo.

A publicitária Carolina Bueno

A publicitária Carolina Bueno

E foi justamente esse perfil diferenciado que chamou a atenção da publicitária Carolina Bueno Rodrigues. Mestranda em Comunicação Social, pela Universidade Federal de Sergipe, na linha de pesquisa “Produtos, Processos e Discursos Midiáticos”, ela está desenvolvendo um projeto em que analisa o discurso do ex-governador nessa rede social. Com o título provisório “Do estilo aristotélico à viralização: os recursos persuasivos da publicidade presentes nos discursos do ex-governador Marcelo Déda disseminados no Twitter”, o projeto pretende apresentar uma análise detalhada sobre o modo como o ex-governador utilizava esse canal de comunicação.

“Como profissional e pesquisadora da área, decidi analisar seus traços e estratégias discursivas e me aprofundar nesse universo, a fim de compreender como Marcelo Déda utilizava a comunicação como ferramenta de aproximação de pessoas e de fortalecimento e adesão de ideias”, explica Carolina Bueno.

A seguir, confira a entrevista completa sobre o projeto, que tem como orientador o professor Matheus Felizola e como co-orientadora a professora Raquel Carriço.

Entrevista

Diante da possibilidade de trabalhar com outras personalidades, o que motivou a escolha de estudar o discurso do ex-governador Marcelo Déda?

Eu tive a honra de fazer parte da equipe do ex-governador Marcelo Déda por 7 anos, como assessora de marketing da Casa Civil. Esta experiência me possibilitou conhecer de perto os bastidores do seu trabalho e resultados das suas iniciativas, enquanto gestor público e representante político da população sergipana. Neste período, descobri que Déda era (e continua sendo) uma das personalidades locais mais influentes e respeitadas nos cenários político e governamental do estado e do Brasil. E isso não era (é) fruto apenas da qualidade e impacto dos seus discursos, mas também pela sua forma diferenciada e ousada de administrar um governo. Como profissional e pesquisadora da área, decidi analisar seus traços e estratégias discursivas e me aprofundar nesse universo, a fim de compreender como Marcelo Déda utilizava a comunicação como ferramenta de aproximação de pessoas e de fortalecimento e adesão de ideias. Nesse sentido, identifiquei algumas similaridades do seu discurso com o discurso publicitário, minha área de pesquisa e de atuação profissional.    

 figura2 – Uma das principais características do ex-governador Marcelo Déda foi a marcante oratória. Como surgiu a ideia de utilizar o recorte específico para análise do seu discurso no Twitter?

Déda sempre foi muito conhecido pela sua oratória e, especialmente, por conseguir expressar-se sobre os mais diferentes temas, para os mais variados públicos, apresentando conteúdos relevantes para divulgar ações de governo e provocar debates de interesse público. A minha investigação inicial demonstrou que, para que essas informações tivessem um grande alcance e repercussão pública, Déda utilizava a sua conta pessoal do Twitter contribuindo para a disseminação de seus discursos e fortalecimento de suas ideias, crenças e posicionamentos. Ele foi um dos poucos governadores de estado que tiveram a coragem de expor sua vida pessoal e profissional numa rede social e de discutir e fazer verdadeiras ‘audiências públicas’ para tratar de ações e problemas de governo via Twitter. Contudo, esse diferencial tornou-se de extrema importância para que eu pudesse analisar fielmente o meu objeto de estudo, sendo, inclusive, o ponto de partida da minha pesquisa. No entanto, vale ressaltar que o meu projeto irá analisar também as técnicas retóricas utilizadas na elaboração dos discursos oficiais, antes deles serem fragmentados e divulgados no Twitter.

-Você elaborou alguma correlação entre a forma como ele se expressava por meio dos discursos oficiais (ou outros tipos de comunicação) e sua presença nas redes sociais?

Sim. Conforme citado acima, Déda utilizava o Twitter para disseminar assuntos de interesse público e ele fazia isso antes (como forma de preparação) e depois (para contribuir com a divulgação) dos seus pronunciamentos oficiais. Com isso, ele conseguia levar informações e esclarecer dúvidas relacionadas a determinados temas e ações de governo, ao mesmo tempo em que conseguia manter as discussões abertas e contínuas. Um exemplo bem marcante disso foi o debate em torno da aprovação do PROINVESTE. O discurso oficial foi feito na Assembleia Legislativa, voltado para um público seleto, mas o assunto ganhou uma grande repercussão e apelo popular, através das suas tuitadas e retuitadas.

– Durante o processo inicial de estudo, o que a motivou a adotar uma metodologia de análise integral de todas as postagens?

A minha pesquisa utiliza a metodologia de análise do discurso e também fará um estudo biográfico da vida do ex-governador. Para tanto, inicialmente eu coletei todas as postagens da página pessoal de Déda, de 2010 a 2013 (período em que ele manteve a conta em uso), totalizando 8.871 tweets. Depois, fiz um levantamento e análise estrutural dos discursos oficiais (na íntegra) mais repercutidos na sua rede. Apesar da grande quantidade de tweets, percebi que suas postagens eram fragmentadas e co-relacionadas com temas de diferentes propósitos, a exemplo de discussões políticas que eram comparadas com experiências familiares e, depois, traziam à tona reflexões poéticas. Isso demonstrou que, para manter a veracidade e exatidão da minha pesquisa, as postagens não poderiam ser analisadas individualmente ou por meio de uma amostragem aleatória. Assim, optei por analisar o material na íntegra.           

– Na sua análise inicial é possível citar algumas características que diferenciem o perfil do ex-governador no Twitter das demais figuras públicas?

Redes sociais são plataformas de comunicação que possuem uma linguagem específica e muito peculiar. O Twitter é uma espécie de diário público que permite postagens de, no máximo 140 caracteres – o que exige um poder de síntese, clareza e de sensibilidade temática por parte dos seus usuários. Eu diria que é uma rede que não propicia muito espaço pra esclarecimentos, fidelização de pessoas e persuasão, pois limita os discursos à escolha de poucas palavras e imagens. Mas, ainda assim, Marcelo Déda sabia usar essa rede como poucos. Minha pesquisa está revelando um perfil muito curioso e instigante para um chefe do executivo e líder partidário. Dificilmente a gente encontra nas redes sociais um governador do estado abrindo espaço para a população discutir política, reclamar de obras, fazer reivindicações ou conversar sobre futebol e música, em tempo real. Também é raro um gestor público falar diretamente com a população, sem filtros, assessores ou outros intermediários. E isso, por si só, já é muito interessante e característico de Marcelo Déda. Vale ressaltar que, para fazer esse perfil comparativo, precisei pesquisar sobre as contas de Twitter dos 27 governadores brasileiros. Na maioria dos casos, as páginas contavam com o apoio das assessorias de comunicação além de um tratamento estratégico no conteúdo divulgado.       

– Até o momento, o que mais lhe surpreendeu em relação às postagens e ao modo de interação adotado?

De um modo geral, o que mais me surpreendeu foi a forma clara e objetiva com que ele abordava os assuntos na rede, junto à intimidade com a qual ele tratava seus seguidores. A linguagem utilizada era sempre direcionada ao seu público-alvo e muito bem adequada ao meio de comunicação. Expressões como “brother, cabrunco e camarada” eram muitos comuns de serem visualizadas no Twitter de Déda. Desse modo, ele conseguia atrair seus seguidores para discutir os problemas da seca do Nordeste, por exemplo, com a mesma clareza e entusiasmo em que discutia a escalação para os jogos do Flamengo – seu time de coração. Essa forma de ‘relacionamento’ com seus seguidores do Twitter criava um ar de proximidade da população com o seu líder – o que é bastante incomum na política e nas relações de poder.

– Na sua avaliação, o que mais se destaca no Twitter: o perfil do homem público ou sua personalidade?

Uma rede social é construída por meio de pessoas (usuários e seguidores) e conteúdo. Por mais que o usuário seja uma figura pública, se as postagens e a forma de tratamento não despertarem o interesse da população internauta, certamente o ‘proprietário’ da página não conseguirá a interatividade necessária para manter sua conta atualizada e procurada, nem manter um número razoável e contínuo de seguidores. No caso de Marcelo Déda, os resultados preliminares da minha pesquisa indicam que, mesmo considerando os fatos de que Sergipe é o menor estado da federação e de que Déda faleceu há mais de 1 ano (com a conta Twitter desatualizada), em fevereiro de 2015 ele ainda mantém-se em terceiro lugar do ranking de governadores nordestinos mais seguidos no Twitter e, em sexta posição, de todo o Brasil. Tendo em vista que esta análise contempla apenas pessoas públicas (governadores), é claro que foi a personalidade de Déda no Twitter que o diferenciou e possibilitou o seu destaque na rede.

– Você acredita que seu projeto pode contribuir para que a sociedade conheça um pouco mais sobre o ex-governador? Qual a sua expectativa em relação ao resultado final do seu projeto?
Sem dúvida. Apresentar resultados qualitativos e quantitativos de uma das maiores referências políticas e governamentais do Brasil é uma grande responsabilidade. Fico feliz em fazer parte disso e de trazer o ineditismo desse estudo, sobre as características discursivas de Marcelo Déda, para contribuir com a pesquisa acadêmica no Estado de Sergipe. Além de retratar quem foi e continua sendo Marcelo Déda, essa pesquisa pretende estimular uma reflexão sobre o papel e a importância dos gestores públicos numa sociedade democrática de direito. E nesse aspecto, a comunicação tem uma função essencial, que precisa ser praticada de forma adequada e transparente. Minha expectativa, e dos meus orientadores, é que esse trabalho seja apenas um ponto de partida para muitos outros que venham a surgir nesse campo. Vamos aguardar.

Fotos: Arquivo pessoal  

Comentários desabilitados