CONHEÇA NOSSA LOJA!
Terceira eliminatória do Alumiar encanta público na Orla

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]

O genuíno forró sergipano mais uma vez tomou conta do espaço do Balaio Cultural, na Orla de Atalaia, neste sábado, 29. Centenas de pessoas foram prestigiar os artistas sergipanos participantes da terceira eliminatória do Alumiar – I Festival de Novas Composições de Forró. Realizado pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult), o festival objetiva revelar novos nomes do cenário musical sergipano, assim como fomentar o autêntico forró no estado.

Na terceira eliminatória, concorreram nove músicas, sendo sete na categoria Letra e Música e duas na categoria Melhor Música Instrumental. O Festival de Novas Composições de Forró está em sua primeira edição e a cada eliminatória vem aproximando mais o público dos artistas locais. O Alumiar acontece em parceria com a Fundação Aperipê, e tem apoio da ‘Casa do Artista’ (loja de artigos musicais).

O coordenador de Música da Secult, Eduardo Prudente, conta que o clima nos bastidores é de extrema expectativa entre os artistas. “A cada apresentação, a gente percebe como esses artistas vêm organizando suas torcidas. E a cada eliminatória, a expectativa sempre toma conta dos participantes. Vários artistas de excelente qualidade e alto nível estão passando por aqui, por isso a final será bastante disputada”, ressaltou.

Público extasiado

Além dos sergipanos apaixonados por forró, a terceira eliminatória do Alumiar recebeu diversos turistas dos mais variados cantos do país. O forró tomou conta de todos, até daqueles que garantiam não saber dançar, mas arriscaram um passo.

O casal Francisco Silva e Eliane Alves veio de Brasília para passar o final de semana na capital sergipana. Animados, os turistas ficaram encantados com as apresentações. “Estou adorando essa estrutura, pois trata-se de um autêntico festival de música, além de ser um incentivo para os artistas da terra. Chegamos agora, mas já sentimos a animação tomando conta de todos”, disse Francisco.

Já a comerciante Kátia Bittencourt e o marido José Rony Costa, que estavam acompanhados de uma amiga, Marlúcia Ferreira, destacaram a importância da execução do festival para a valorização da cultura local. “O forró é o melhor ritmo que existe, por isso é importante que nunca deixe morrer essa cultura. Este é um projeto interessante que nos aproxima desses artistas”, elogiou Kátia.

Para o casal de Goiás, Eugênia Barreto e Ilderfonson Gomes, o que mais os chamou a atenção foi o sentimento inerente em cada música. “São lindas canções, que falam do amor à terra, do amor à pessoa amada. Chegamos aqui ao acaso, mas pretendemos ficar até o final”, garantiu.

Artistas locais

O palco Balaio Cultural, situado  atrás da Delegacia de Turismo, recebeu os artistas: Sérgio Lucas, Markão, Jairo de Oliveira, Carlos Moreno, Edinho do Acordeon, Odir Caius, a banda Xoxotear, Coração Xonado, e a banda Balança Eu.

Foram classificados para a grande final na categoria Letra e Música: Coração Xonado, com a música Acordes para cantar; e Balança Eu, com a música Por caridade. Já na categoria Música Instrumental foi classificado o artista Edinho do Acordeon, com Forró Sapeca.

Grande Final

Em comemoração ao Dia Nacional da Cultura, 5 de novembro, a Secult brindará a data com a final do festival que já faz parte da agenda cultural do estado. A grande final ocorrerá às 20 h, no espaço Balaio Cultural.

Confira a programação:

Categoria Melhor Letra e Música
Tonho Baixinho e Trio Ave Rara – Cabelão
Kleber Melo – Coração sergipano
Nino Karvan – Fogo no canaviá
Joseane Dy Josa – Gogó só para criança
Coração Xonado – Acordes para cantar
Balança Eu – Por caridade

Categoria Melhor Música Instrumental
Guga Montalvão – Cobra e doende
José Gentil – Um choro no baião
Alberto Silveira – De Piranhas a Canindé
Edinho do Acordeon – Forró Sapeca

[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados