CONHEÇA NOSSA LOJA!

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]O servidor municipal tem colecionado muitas conquistas desde o início da gestão Marcelo Deda na Prefeitura de Aracaju. Em relação aos débitos atrasados, no início da gestão atual, Marcelo Déda fez um acordo com os servidores para pagar as letras (aumento de 5% da remuneração a cada dois anos) que estavam em aberto desde a gestão anterior. O total do atraso acumulado era de R$ 20 milhões, que foram parcelados e quitados.

A administração atual paga religiosamente os salários dos servidores, sempre no último dia de cada mês. Porém, neste mês de outubro o servidor foi agraciado com o recebimento do salário adiantado. Foi a forma encontrada pelo prefeito para homenagear o trabalhador do serviço público municipal no seu dia, 28 de outubro. Segundo o secretário municipal de Administração, João Andrade, essa é uma conquista importante, pois os servidores – já sabendo que vão receber no dia certo – podem programar os gastos e ter uma vida financeira mais equilibrada.

O município, nas gestões passadas, teve vários problemas com relação ao salário dos funcionários, a exemplo da dúvida angustiante dos servidores, que não sabiam se iriam receber ou não o pagamento pelos seus trabalhos. O prefeito Marcelo Déda atualizou as letras de todos eles em agosto desse ano, e hoje todos estão com as suas progressões horizontais normalizadas. “Isso mostra que o compromisso da prefeitura está sendo mantido visando atender todas as verbas salariais que os servidores têm direito”, disse Andrade.

Nesse período de quase três anos, a prefeitura promoveu um reajuste real de 10% no salário dos servidores, além do reajuste do salário mínimo, fazendo com que o pagamento ficasse maior que o salário da maioria do Estado e dos próprios municípios brasileiros. Isso foi realizado dentro da lei de responsabilidade fiscal, com a Prefeitura de Aracaju trabalhando de uma maneira muito responsável, preservando as condições legais. De acordo com o secretário de Administração, caso essa regularização não acontecesse, iria haver prejuízos para a própria máquina do governo.

Concurso público
Em 2001 foi feito um concurso para professores do município, e agora em 2003, está sendo finalizada a negociação com a UNB (Universidade de Brasília), para a realização de concurso público para a Saúde e a Guarda Municipal. A meta é preencher as vagas e cargos que o Sistema de Saúde tem por conta da municipalização da Saúde. Mais de 700 vagas serão abertas para a Saúde, e no caso da Guarda Municipal, o objetivo é atender a necessidade do órgão e dos agentes de trânsito da SMTT. “O edital sairá em breve e os concursos deverão ser realizados ainda este ano pelo município”, garantiu o secretário, acrescentando que, “além do salário do mês, já está assegurado o 13º salário dos servidores”.

O compromisso da Prefeitura de Aracaju é preservar essa linha de atuação, assegurando todos os direitos dos servidores do município e mantendo o pagamento dos salários em dia. “Essas ações provam que é possível fazer a administração do dinheiro público com responsabilidade. Hoje os servidores do município não têm do que se queixar, pois além da organização na folha de pagamento, estão sendo feitas obras na cidade com recursos próprios”, finaliza João Andrade.[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados