CONHEÇA NOSSA LOJA!
Secult lança oficialmente a V Semana Sergipana de Dança

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]

Vai começar mais um grande espetáculo! A programação da V Semana Sergipana de Dança foi lançada oficialmente no auditório do Banese, no bairro São José, em Aracaju, na manhã de sexta-feira, 29 de abril, data em que se celebra o Dia Internacional da Dança. O evento acontece entre os dias 18 e 22 de maio, no Teatro Tobias Barreto. O acesso do público às apresentações é gratuito.

A Semana Sergipana de Dança é realizada pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult), através do projeto ‘Sergipe em Cena’, e pelo Banco do Estado de Sergipe (Banese). O evento conta com o apoio da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Fórum Unificado de Circo, Dança e Teatro, Sated-SE e CBDD-SE, Banco do Nordeste e Fundação Aperipê.

A secretária de Estado da Cultura, Eloísa Galdino, foi a responsável por apresentar a programação e explicar a dinâmica do evento aos convidados e à imprensa. Na opinião da gestora, essa verdadeira maratona cultural ganha mais fôlego a cada edição. “A Semana Sergipana de Dança já é organizada há alguns anos, e nesse ano nós decidimos potencializar essa área das artes cênicas que ainda não havíamos trabalhado de forma mais efetiva. A programação foi construída através do diálogo com o coletivo e juntos, poder público e artistas, estamos trabalhando para que o sergipano conheça a rica produção de dança do nosso Estado”, declara a titular da pasta da Cultura.

O cronograma de apresentações da Semana Sergipana de Dança é composto por 21 grupos e companhias que representam os mais diversos gêneros: das coreografias folclóricas ao balé clássico, passando pelas quadrilhas juninas, dança contemporânea e hip-hop, por exemplo. A variedade da programação comprova que Sergipe possui uma vasta produção na arte de expressar sentimentos através de movimentos corporais.

Programação acadêmica

A coordenação da Semana Sergipana de Dança também foca na capacitação dos artistas que participam do evento. A programação acadêmica é composta por quatro oficinas práticas que ocorrerão antes, durante e após a sua realização, e serão ministradas por companhias que fazem parte do Fórum Unificado.

O cronograma das oficinas obedece a seguinte ordem: ‘Dança Popular Libanesa’, no dia 1º de maio; ‘Som e Movimento’, no dia 15 de maio; ‘Brincando com o corpo’, em 29 de maio; e ‘Texto Corporal’, no dia 05 de junho. As inscrições são gratuitas e ficarão abertas até o dia de cada oficina respeitando o limite de 30 vagas por turma.

Os municípios de Moita Bonita e Estância também estão no roteiro da V Semana Sergipana de Dança. Nos dias 19 e 20, respectivamente, as cidades receberão a ‘Aula aberta de dança’.

Homenagem

A edição 2011 da Semana Sergipana de Dança presta uma homenagem à coreógrafa e mais nova integrante do Conselho Estadual de Cultura, Lu Spinelli, pelos 40 anos de dedicação à arte. Lu é propulsora da dança moderna e contemporânea em Sergipe e idealizadora da primeira companhia de dança cênica de Sergipe, a Studium Danças, fundada em 1971.

Presente no lançamento da Semana, Lu disse que o reconhecimento a emociona muito.  “É muito gratificante ser lembrada pelas quatro décadas de luta pelo desenvolvimento da dança em Sergipe. No início da década de 70, a dança era vista como mera manifestação social, servindo de animação para festas e celebrações religiosas. A partir da nossa militância, essa visão mudou, e a dança hoje é vista como parte importante do contexto cultural do nosso Estado” , declara a homenageada.

Categoria empolgada

Para a dançarina Maíra Magno, todos os envolvidos com dança em Sergipe estão entusiasmados com a nova fase da Semana Sergipana de Dança. “Atualmente o evento ganhou maiores dimensões e consegue chamar a atenção do público sergipano para a nossa produção. É uma oportunidade ímpar para que a gente conquiste o reconhecimento das pessoas pela nossa arte”, afirma.

Para o bailarino Ewerton Nunes, essa é a hora de mostrar que os grupos e companhias de dança do Estado desenvolvem trabalhos sólidos e de boa qualidade. “Boa parte da sociedade não tem oportunidade de prestigiar um espetáculo de dança freqüentemente. A Semana oportuniza acesso gratuito e isso é de extrema importância para que as pessoas saibam que em Sergipe há uma rica produção de dança e passem a valorizar a partir de então”, fala.

Também participaram do lançamento da Semana Sergipana de Dança o diretor de marketing do Banese, Edivam Ferreira, a presidente da Fundação Aperipê, Indira Amaral, representante do Fórum Unificado, Virgínia Lúcia, e presidente do Sindicato dos Artistas e Trabalhadores do Entretenimento em Sergipe (Sated-SE), Ivo Adnil.

[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados