CONHEÇA NOSSA LOJA!
Secretário de Educação participa de oficinas do Programa Mobilização Social pela Educação

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]

O terceiro momento da apresentação do Programa Mobilização Social pela Educação, realizado na manhã desta sexta-feira, 29, no auditório do Centro Estadual de Educação Profissional José de Figueiredo Barreto, contou com a presença do secretário de Estado da Educação, Belivaldo Chagas. O evento teve início na quinta-feira, 28, com a participação de empresários e da primeira-dama, Eliane Aquino.

Belivaldo Chagas afirmou que esse é um momento importante para a educação em Sergipe e anunciou que em agosto haverá a continuidade dos trabalhos com a participação das Secretarias da Inclusão Social e da Saúde. “Precisamos chamar a população para essa mobilização. Já estamos trabalhando o planejamento estratégico para lançar o Pacto Sergipano Pela Educação. Tudo isso passa por uma condição global de ensino, para que possamos melhorar os nossos índices de educação”, disse.

O encontro contou com a participação de técnicos de secretarias municipais de educação, diretorias regionais de educação, Secretaria de Inclusão Social, Secretaria de Saúde. De acordo com Graça Lourdes Lira Vieira Barreto, coordenadora do programa em Sergipe, a reunião tem como objetivo fornecer subsídios para a implementação do programa nos municípios. “Essas oficinas visam à preparação dos técnicos em relação à metodologia do programa, para que, a partir daí, eles possam elaborar o Programa de Mobilização Social pela Educação nos seus municípios”, afirmou.

Ela ressaltou ainda que essas ações terão continuidade e que será formado um grupo de trabalho para elaborar o plano, dar apoio às DREs e também às secretarias municipais de educação.

Ideb

Assessora especial do Ministério da Educação e coordenadora nacional do programa, Linda Goulart apresentou o material para a mobilização e orientou os técnicos sobre como desenvolver o trabalho. Além disso, ela ressaltou a importância dessas ações para a melhoria do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). “O Ideb tem que ser conhecido pela comunidade e pelas famílias para que elas saibam que têm o direito de controlar. Quanto mais se cobrar da escola, mais vai ser possível fazer com que ela cumpra as metas”, explicou.

Representante da Diretoria de Educação de Aracaju (DEA), Luzinete dos Santos,pontuou que o programa favorece a integração entre as famílias e as unidades de ensino. “Já estava na hora de termos um programa voltado para a intensificação da família na escola. Com esse programa, esperamos c essas famílias dentro da escola a fim de que conheçam o Ideb e a qualidade de ensino”, disse.

A mesma opinião foi compartilhada pela representante da Secretaria de Educação de Poço Redondo, Elizângela Cardozo dos Santos Aragão. “A educação brasileira está precisando muito desse momento, porque está faltando a presença dos pais na escola, para que haja um maior incentivo aos filhos. É da base que se constrói uma boa educação”, disse.

[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados