CONHEÇA NOSSA LOJA!
Secretária Eloisa Galdino representa o governador em comemoração do Women’s Club SE

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]

Uma noite de muita emoção. Assim foi a comemoração dos 25 anos do Women’s Club of Sergipe, realizado na última quinta-feira, 31 de outubro, no Iate Clube de Aracaju. A festa, que comemorou as bodas de prata da associação de mulheres que desde 1988 realiza ações de caridade por todo o Estado, foi prestigiada por diversas autoridades e pessoas da sociedade.

A secretaria de Estado da Cultura, Eloisa Galdino, compareceu ao evento representando o governador Jackson Barreto, e saudou os presentes em nome do Governo do Estado, falando a respeito da importância do clube e de sua contribuição histórica e social ao longo dessas duas décadas e meia em Sergipe.

“Ao receber o convite do governador em exercício, Jackson Barreto, para representá-lo nessa noite de festa para todas as mulheres que se dedicam a essa associação, e ao ouvir sobre o retrospecto deste clube aqui em Sergipe, comecei a analisar o momento histórico em que os Women’s Club começaram a surgir no Brasil. Era década de 20, e o papel da mulher ainda era secundário na sociedade. Elas precisavam incorporar o discurso e a bandeira política do espaço social, inclusive, pela luta do direito do voto. Muita aconteceu de lá para cá, e é com muita alegria que vejo Sergipe há 25 anos contar com o trabalho dessa associação”, iniciou a gestora.

Continuando seu discurso, Eloisa destacou a importância da associação com ferramenta de auxílio e de incentivo ao poder público, trabalhando em conjunto e sem receber nada em troca, por uma sociedade mais igualitária. Ela destacou a importância da mulher para que organizações como estas existam e se fortaleçam.

“Quando pensamos em mulheres que deixam as suas atividades de casa para se dedicar a um trabalho com este, estamos falando de uma entidade de compromisso e total abdicação. Por isso, é com muita satisfação que na noite de hoje represento o Governo de Sergipe na comemoração dos 25 anos desse trabalho que todas vocês realizam. Quem o Women’s Club Sergipe continue executando por muitos mais anos essas ações de solidariedade”, finalizou a secretária da Cultura.

Compondo a mesa de abertura, a idealizadora e madrinha do Women’s Club of Sergipe, Vilma Neme, saudou as participantes e fez um retrospecto histórico da trajetória do grupo que ela ajudou a erguer. “Hoje é um dia de muita emoção para mim, pois há 25 anos nós plantamos o amor, e ele floresceu, porque tudo que se faz com amor, só tente a ser forte e belo. Esta é uma noite de muita alegria e que mostra que nosso trabalho e dedicação não foram em vão”, declarou.

A presidente da Confederação dos Women’s Clubs do Brasil, Orchidéa Corciolli, que veio de São Paulo especialmente para o evento, também lembrou a história do grupo em Sergipe, e do árduo trabalho das fundadoras, que ao longo do tempo conseguiram cativar cada vez mais mulheres em prol da ação.

“O ano de 1988 foi muito importante para a história dos Women’s Club do Brasil, com a fundação da Confederação Nacional e do secção do clube aqui de Sergipe. São 25 anos de realizações que nasceram dos sonhos das suas fundadoras e associadas e que, sem dúvidas, terá ainda mais concretizações ao longo dos próximos anos”, discursou Orchidéa Corciolli.

A presidente estadual do Women’s Clube of Sergipe, Maria José Mendonça, em palavras bastante emocionadas, agradeceu a presença e o apoio de todos que ao longo de todos esses anos contribuíram para que as ações da associação se concretizassem. “Esse é um momento de agradecer a todos, que contribuíram direta ou indiretamente para o sucesso desse clube. Sem vocês, nada disso seria possível”, lembrou.

Sobre o Women’s Club

O Internacional Women’s Club of Sergipe foi fundado em 20 de outubro de 1988, partindo da iniciativa de 13 mulheres ativas, capazes, abnegadas, trabalhadoras e com vontade de ajudar o próximo, as quais tiveram o apoio e o incentivo da madrinha do Clube, a sergipana Vilma.
Neme, sócia do Internacional Women’s Club of São Paulo. Hoje, o Clube conta com seis sócias honorárias e quase cem sócias contribuintes, que durante estes 25 anos vem desenvolvendo excelente trabalho de cunho filantrópico, social e cultural.

Contando com mais de 12 milhões de mulheres voluntárias em todos os continentes, o Internacional Women’s Club tem como objetivo principal a promoção da amizade, a prática do serviço social, a assistência e/ou prestação de serviços. No Brasil, o Rio de Janeiro fundou o primeiro Women’s Club em 1929.

[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados