CONHEÇA NOSSA LOJA!
Pronese faz entrega de escrituras para agricultores em Itabi

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]

A Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural, através da Empresa de Desenvolvimento Sustentável do Estado de Sergipe (Pronese), com apoio da Prefeitura Municipal de Itabi, e da Federação dos Trabalhadores Rurais na Agricultura (Fetase) realizaram entrega das Escrituras aos agricultores das propriedades São Carlos e Campinas, atendidos pelo Programa Crédito Fundiário. Este programa é realizado pelo Governo de Sergipe, através da Pronese, numa parceria com o Governo Federal.

A solenidade de entrega aconteceu na última quinta-feira, no Acri-Clube, em Itabi, durante evento que comemorou 15 anos de criação da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente daquele município.

O presidente da Pronese, Manoel Hora, falou sobre a oportunidade de participar da solenidade de entrega das escrituras, às 15 famílias de agricultores familiares atendidos pelo Programa de Crédito Fundiário. Segundo Manoel Hora, os recursos investidos na aquisição das Fazendas São Carlos e Campinas correspondem ao valor de R$ 889.840,25, para aquisição de uma área de 178.65 hectares, equivalente 598 tarefas, que distribuídas ficaram 40 tarefas para cada família.

“Vejam a grandiosidade deste Programa, vocês estão recebendo a Escritura de suas terras e de imediato um valor de R$ 27 mil por família, totalizando R$ 405 mil de recursos não reembolsáveis, ou seja, que não precisam ser pagos, para fazer benfeitorias como a construção de casas, de cisternas, de cercas, e o plantio de palmas e capim.

Manoel Hora parabenizou as 15 famílias de agricultores familiares por terem conseguido a escritura de suas propriedades, que por direito, de agora para frente são donos de suas terras, podem trabalhar, produzir, tirar o sustento da família, gerar renda, vender os seus produtos e cuidar bem das suas terras que tem um valor imenso.

“Estamos vivendo um momento importante para o desenvolvimento rural do país, porque nunca o governo Brasileiro fez tanto em ralação às políticas públicas para a agricultura familiar, como as realizadas pelo ex-presidente Lula e agora, pela presidenta Dilma Roussef que estão mudando a vida do trabalhador rural”.

A mulher como proprietária da terra

Entre os 15 agricultores que estão recebendo a escritura do imóvel rural, duas são mulheres, a exemplo de Michele Melo da Silva, agricultora, um filho. Ela recebeu o titulo da terra na propriedade Campinas e disse, “a terra é muito importante na minha vida. Agora, que sou proprietária, sou uma agricultora feliz, porque a minha propriedade de 40 tarefas está legalizada em meu nome, vou plantar milho, feijão, palmas, coco, manga e fazer uma horta. Além disso, pretendo criar animais e, principalmente o gado leiteiro, quero construir uma nova casa e preservar a mata na propriedade, porque cuidar do meio ambiente é ter uma vida melhor.

Também na propriedade São Carlos, uma ex-acampada do MST, a agricultora rural conhecida por Galega, Eliene Marques dos Santos, duas filhas, diz que sempre teve um sonho em ter um pedaço de terra para poder plantar e criar animais. Agora, chegou a minha vez, graças a Deus. Agradeço a força que a Pronese deu através do Programa Crédito Fundiário, porque estou realizando um desejo da minha vida em ser proprietária de terra que já tem dois tanques, e futuramente quero criar peixes. “Desde os 10 anos que trabalho na roça que não era minha, capinava e preparava a terra para plantar. Hoje, estou realizada com a escritura da minha terra e vou cercar a propriedade com a madeira de sabiá, conta Eliene.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), José Manoel Dias de Melo, conhecido como Neto, atuante sindicalista há 32 anos, sempre defendendo os interesses e os direitos dos trabalhadores rurais, disse que a entrega das escrituras das propriedades é uma vitória, tanto para os agricultores rurais, como para o STR e a Fetase. Para ele, o próximo passo é capacitar e garantir assistência técnica para que os agricultores possam produzir mais e com qualidade, para honrar com seus compromissos financeiros.

Participaram do evento o prefeito Rubens Feitosa, o secretário municipal de agricultura Aldo Mota, a vice-presidenta da Câmara Municipal, Genalda Menezes, o Presidente da Pronese, Manoel Hora, o coordenador do Programa de Crédito fundiário na Pronese, Sérgio Santana, o representante do Banco do Nordeste, Wolnandi Brito, a Assessora de Política Agrária da Fetase, Carla Valois, o representante da Codevasf, João Afonso, da Emdagro Ariosvaldo Ribeiro, da Chesf, Paulo Roberto, do SEBRAE Paulo Suassuna, do Sindicato de Trabalhadores de Itabi José Manoel e, o representante da Articulação do Semiárido (ASA), Valdeci Chavier, além dos representantes de associações e beneficiários.

[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados