CONHEÇA NOSSA LOJA!
Projeto Qualidade de Vida chega à sede da Seplag

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]

Os servidores que trabalham na sede da Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) dedicaram uma atenção especial à saúde, com a chegada de toda a equipe do Projeto Qualidade de Vida, na manhã desta quarta-feira, 30. Os funcionários da casa puderam aferir pressão arterial, medir a glicemia e ter um bate-papo com enfermeiras, médica e profissionais de educação física.
 
Este contato inicial com o pessoal que trabalha na sede da secretaria serviu para detectar a atual situação de saúde dos servidores. “Através destes exames simples, detectamos quem está com boas condições, está diabético ou mesmo com pressão alta. Em um segundo momento, viremos para preencher as fichas com os dados pessoais e de avaliação física destas pessoas e, na terceira visita, já começaremos a ginástica laboral”, revelou o educador físico do Instituto de Promoção e de Assistência à Saúde de Servidores do Estado de Sergipe (Ipesaúde) e membro do projeto, Sérgio Dórea.
 
Segundo o ele, estes exames são essenciais para quem vai começar uma atividade física. Isso porque uma pessoa que está com pressão alta, por exemplo, pode ter problemas na hora da ginástica laboral, como tontura. Sendo assim, quando uma pessoa é identificada como hipertensa ou diabética, é encaminhada ao médico e irá receber dentro do projeto uma forma diferenciada de exercício físico.
 
É o caso de Edna Rodrigues Nunes. Ela participou da iniciativa a convite do professor de educação física e membro do projeto e acabou descobrindo que tanto seu nível de glicemia quanto a pressão arterial estão altos. “Eu já desconfiava que algo estava errado com meu corpo, mas só tive certeza hoje. Agora, vão me encaminhar ao Centro de Diabetes, na Praça da Bandeira, e terei um acompanhamento correto de atividade física”, disse.
 
Saúde e segurança no trabalho
 
Durante este primeiro contato com o Projeto Qualidade de Vida, os servidores da Seplag também puderam tirar dúvidas sobre como promover saúde e segurança em seus ambientes de trabalho por meio de um bate-papo com a médica do trabalho e perita da Seplag, Nadja Pereira Silva Magalhães. Em sua palestra, ela explicou a diferença entre insalubridade e periculosidade.
 
“Um ambiente insalubre é aquele que oferece contatos com agentes biológicos, físicos, químicos e ergonômicos que podem prejudicar a saúde do trabalhador. Já a periculosidade é a situação de risco eminente de acidentes a quem está em exercendo a função”, explicou a médica do trabalho.
 
Dentro da Seplag, Nadja Pereira coordena a Comissão Especial de Insalubridade e Periculosidade. Trata-se de uma equipe com nove técnicos em segurança do trabalho que visitam os ambientes de trabalho do Governo do Estado para detectar riscos e propor soluções.
 
Para a servidora da Seplag, Sandra dos Santos Barros, a palestra da médica foi elucidativa. “Muitas pessoas podem trabalhar em ambientes perigosos ou insalubres e nem desconfiam. Hoje, eu aprendi o que cada um dos termos significa e já tenho esta informação para quando precisar”, declarou Sandra.
 
Proposta multiplicadora
 
O Projeto Qualidade de Vida começou no segundo semestre de 2011 e já trabalhou a questão da importância de se promover saúde com centenas de servidores. Ele começou nos Ceacs do Shopping Riomar, no da Rodoviária Nova e agora está na sede da Seplag, com realização de exames simples e ginástica laboral.  

[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados