CONHEÇA NOSSA LOJA!
Produtores comemoram apoio do Governo para fortalecimento de atividades

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]

Representantes de associações ligadas a diversas atividades econômicas e diversos produtores comemoraram o lançamento do edital de Apoio a Projetos de Desenvolvimento de Arranjos Produtivos Locais de Baixa Renda nesta segunda-feira, 5.

A iniciativa, coordenada pela Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social (Seides) e que conta com o apoio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia e do Turismo ( Sedetec), prevê investimentos de R$ 12 milhões para estruturar empreendimentos coletivos, fortalecer a política de arranjos produtivos e estimular o desenvolvimento local.

Os recursos têm origem no Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep) da Seides e no Fundo Social do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES – Fundo Social). Cada entidade investiu R$ 6 milhões.

De acordo com o presidente da Federação Apícola de Sergipe, José Ivanílson Tavares, a iniciativa contribuirá para resolver um dos principais problemas enfrentados pelos criadores de abelhas, a dificuldade para transportar o mel produzido nas colmeias até as casas de beneficiamento instaladas em alguns municípios.

“Vamos buscar elaborar projetos que consigam atenuar essa questão, pois agora temos a garantia de que há recursos voltados para esse fim”, disse o presidente da entidade que reúne 23 associações de apicultores e cerca de 3,5 mil criadores de abelhas.

Fortalecimento

A representante da Associação dos Moradores do Povoado Curituba, localizado no município de Canindé do São Francisco, Acácia Batista, vê no edital uma oportunidade para fortalecer a produção de cosméticos feitos a partir do leite de cabra.

“Temos um grupo composto por 15 pessoas, mas hoje precisamos dividir o espaço com as outras atividades da associação. Queremos agora conseguir os recursos para construir uma sede e criar um grupo independente, voltado exclusivamente para a produção de cosméticos. Assim, teremos condições de ampliar ainda mais a oferta de mercadorias e melhorar a sua qualidade”, ressaltou.

Já o presidente da Federação das Associações de Criadores de Caprinos e Ovinos de Sergipe (Faccos), João Teles, acredita que os recursos previstos no edital serão fundamentais para viabilizar a reorganização do setor. “Os criadores enfrentam muitos obstáculos para comercializar os seus produtos, pois há uma grande dificuldade para inseri-los no mercado. Agora todos eles contam com o apoio governamental para enfrentar a concorrência e ampliarem os seus negócios”.

“A proposta é muito interessante e pode nos ajudar a aumentar o nosso capital de giro para continuar produzindo. Também buscamos recursos para investir na compra de matéria-prima e saímos daqui felizes porque o Governo sinalizou que há como atender a nossa proposta, desde que o projeto seja aprovado”, disse Jocielma Lima, representante da Associação de Confeccionistas e Costureiros de Itabaianinha.

[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados