CONHEÇA NOSSA LOJA!
Prefeito participa do lançamento do projeto Luz Para Todos com a ministra de Minas e Energia

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]Depois de recepcionar hoje a ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, no aeroporto de Aracaju, o prefeito Marcelo Déda seguiu até o Palácio de Despachos do Governo do Estado, onde participou juntamente com a ministra e o governador João Alves Filho do lançamento em Sergipe do programa do Governo Federal Luz Para Todos. O programa vai levar energia a cerca de 38 mil famílias do estado, a maioria delas (29 mil) na zona rural, e vai gerar 4 mil empregos diretos e indiretos.

Os convênios assinados entre o Governo Federal, o Estado, e as companhias de energia que serão executoras do programa fazem de Sergipe o quarto estado a ser beneficiado com o Luz Para Todos, um dos principais instrumentos do Governo Federal para combater a miséria e a exclusão social. “O programa estimula o desenvolvimento local, ajuda a fixar o homem no campo e contribui para o fortalecimento da economia. Os vitoriosos de hoje foram os camponeses de Sergipe, que terão esta oportunidade graças à sensibilidade do governo do presidente Lula”, destacou o prefeito Marcelo Déda.

A presença da ministra Dilma Rousseff para a assinatura dos convênios com o Estado trará para Sergipe recursos do Governo Federal da ordem de aproximadamente R$ 48 milhões no prazo de três anos. “Com sua vinda a Sergipe, a ministra mostra de maneira inquestionável que o presidente Lula não discrimina nenhum estado brasileiro, independente do partido que o esteja governando”, afirmou. “Isso joga por terra o argumento de que o presidente persegue o governador”, acrescentou o prefeito, que assinou um dos convênios como testemunha.

A meta do Governo Federal é de que até o ano de 2008, um total de 12 milhões de famílias brasileiras que ainda vivem sem energia elétrica tenha acesso a este serviço com a extensão das redes e a geração descentralizada com fontes locais e renováveis a exemplo da energia solar. A meta para a universalização da energia elétrica no Brasil estava prevista para 2015 e será adiantada em sete anos, possibilitando que as regiões atendidas se beneficiem mais rapidamente de serviços básicos de saúde, educação, abastecimento de água e comunicação.

De acordo com a ministra Dilma Rousseff, alguns estados terão o problema do abastecimento de energia completamente sanado até 2006 e Sergipe está incluso nesta previsão. “Este programa vai gerar não só em Sergipe, mas em todos os lugares onde for implantado, condições reais de fazer a inclusão social que está em prioridade máxima no governo do presidente Lula”, afirmou. “Vamos dar cidadania para diminuição da pobreza e da fome utilizando a energia como vetor”, explicou. Cada estado terá seu comitê gestor do programa.

Dos 117 mil domicílios rurais de Sergipe – a zona rural tem maior demanda por energia elétrica em todas as regiões do país –, 25% ainda carecem de luz, o que equivale a 29 mil famílias ou 115 mil pessoas. Na área urbana a demanda é de 9 mil famílias. Segundo a ministra, as regiões mais necessitadas de extensão do serviço de energia elétrica são as Norte e Nordeste, áreas para as quais o Governo Federal tem dado prioridade. “Quando a luz chega, a possibilidade de desenvolvimento chega junto para criar um ciclo virtuoso de geração de emprego, renda e qualidade de vida”, destacou Dilma Rousseff, explicando que os primeiros impulsos de quem passar a ter energia em casa são comprar logo uma televisão e uma geladeira.[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text]

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados