CONHEÇA NOSSA LOJA!

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]

“Outubro é um mês em que as ações na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de mama são intensificadas, mas o cuidado com a saúde deve ser o ano inteiro”. O alerta é da coordenadora da área técnica da Saúde da Mulher e Rede Cegonha da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Kátia Valença, ao avaliar a campanha “Outubro Rosa” que será encerrada nesta quinta-feira, 31. 

A mobilização pelo diagnóstico precoce do câncer de mama acontece há 23 anos em várias partes do planeta sempre no mês de outubro. Em Sergipe, este ano a SES decidiu ampliar as ações e trazer para o centro das atenções da mídia e da população não só o câncer de mama, mas também do colo do útero e o HPV.

Segundo Kátia Valença, durante todo o mês, foram massificadas, nos veículos de comunicação e nas palestras realizadas no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (Caism), informações sobre esses males do universo feminino. “Conseguimos envolver diversos setores e profissionais e atrair o público ao ponto de sermos questionados ao fim das palestras sobre quando iríamos realizar a próxima para que pudessem convidar amigos e parentes”, falou. Ainda segundo a técnica, essa interação do público e gestores foi um grande motivador para prosseguir com as ações e já projetá-las para os próximos eventos.

A campanha funcionou, ainda, para desmistificar alguns comportamentos e esclarecer que a sensibilidade à mamografia não é nada se comparado ao tempo de sofrimento do tratamento à cura. Contribuiu para informar massivamente que a porta de acesso aos exames especializados, como a mamografia é a unidade básica de saúde da localidade onde a mulher mora.

“Durante todo o mês de outubro, informamos às mulheres que é direito delas o exame clínico das mamas sempre que for ao posto de saúde para fazer uma citologia. Muitas mulheres não sabiam disso e com a informação passarão a cobrar. O autoexame das mamas também foi disseminado durante o Outubro Rosa”, falou Kátia .

Em 30 dias, a SES, por meio do Caism e da área técnica da saúde da mulher e Rede Cegonha, promoveu palestras no Caism sobre prevenção do câncer da mama e do colo de útero, HPV e o uso da camisinha feminina. Esses eventos contaram com a participação da secretária de Estado da Saúde, Joélia Silva Santos, técnicos da Saúde e convidados, como a jornalista Sonia Santiago, que lidera o projeto “Amigo da Mulher” e a secretária de Estado de Políticas para as Mulheres, Maria Teles. No último dia 25, Kátia Valença foi convidada pela turma do 8º período de Direito da Faculdade Pio X para falar sobre o Outubro Rosa e a Saúde da Mulher.

[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados