CONHEÇA NOSSA LOJA!
Ministro Patrus Ananias enaltece legado de Déda

Em visita a Sergipe para o anúncio de investimentos no estado e o lançamento do Plano Safra 2015/2016, o Ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, ressaltou nos eventos que participou, durante os dias 10 e 11, o papel do ex-governador Marcelo Déda para o fortalecimento do programa Bolsa Família (PBF) no Brasil. Responsável pela implantação do PBF, em 2004, Patrus Ananias foi Ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome por sete anos durante o governo do ex-presidente Lula e possui reconhecimento internacional sobre seu papel no enfrentamento das desigualdades sociais no Brasil.

Durante sua estada em Sergipe, ele rememorou o fato de ter sido Marcelo Déda, então Prefeito de Aracaju, o primeiro gestor do Executivo no Brasil a procurá-lo para oferecer ajuda para o enfrentamento das críticas injustas que o Bolsa Família vinha sofrendo. “Ele me ligou e me convidou para visitar Aracaju. Ver pessoalmente alguns beneficiários e mostrar para a imprensa e para a sociedade o papel transformador do programa. Seu papel foi fundamental para a defesa do Bolsa Família”, explicou.

Tal reconhecimento já havia sido feito anteriormente. Na ocasião do falecimento de Marcelo Déda, Patrus publicou um texto sobre ele em que dizia: “(…)Prefeito de Aracaju, Governador de Sergipe (Marcelo Déda), revelou outra dimensão de sua talentosa personalidade: admirável homem de ação e administrador público, exímio também na arte de traduzir as palavras em obras e políticas públicas, sempre com a maior correção e honestidade. Quando uma boa parte dos meios de comunicação, sob o comando da Rede Globo, resolveu confrontar para destruir as políticas públicas sociais implantadas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome no governo Lula, especialmente o Programa Bolsa Família, muita gente preferiu o silêncio e a discrição. Não foi o caso de Marcelo Déda. Prefeito de Aracaju, convidou-me a ir à capital dos sergipanos – foi o primeiro entre os prefeitos e governadores a fazê-lo! – para defendermos juntos o Bolsa Família e as ações do Fome Zero. Defendeu, com o vigor e entusiasmo que o caracterizavam, a importância dessas ações e contextualizou com precisão a previsível reação das forças conservadoras no País”. Para ler a íntegra do texto, clique aqui.

O ministro também recordou de um outro momento que, para ele, dizia muito sobre quem era Marcelo Déda. “Quero prestar uma homenagem ao governador Jackson Barreto, meu amigo de muitos anos. Quero também prestar uma homenagem a outro grande amigo, irmão, que eu tinha também como referência na vida política. Já contei muito sobre nossas andanças, nossos encontros Quero só lembrar hoje que, quando vim a Aracaju receber o título de cidadão honorário do Estado de Sergipe, era o Governador do Estado o saudoso e querido irmão Marcelo Déda. E se eu já tinha o Déda no coração, eu nunca esqueço, marcou profundamente a mim e a minha mulher, a Vera, que também sempre lembra disso: a maneira como o Governador nos acolheu. Eu gosto de dizer sempre, Governador Jackson, que eu não tinha nenhum mandato naquela época. Eu era um cidadão. Eu vim de Belo Horizonte. Não estava exercendo nenhuma função. E o cidadão recebeu do, então, Governador do Estado de Sergipe um almoço fraterno junto a ele e sua família, com Eliane e seus filhos. E sua presença na Assembléia. Uma presença solidária, fraterna e despojada, não foi aquela presença do sair correndo. Uma presença assentada. Depois um jantar e um passeio pelas ruas belíssimas de Aracaju. E aquela alegria que a gente sente. Que coisa boa né? O governador de um Estado poder andar pelas ruas da cidade, poder entrar com a gente em vários lugares, sentar num restaurante. E isso me marcou profundamente. Então, o que eu posso dizer a todos vocês, ao governador Jackson é que foi muito bom ter vindo aqui em Sergipe e que eu volto com o coração aquecido. Vejo aqui um governador próximo ao povo, Jackson, simples , despojado. E essa vinda também marcou o meu reencontro definitivo e permanente com Marcelo Déda. Nós devemos, cada um de nós, colocar o Marcelo no coração da gente e fazer com que ele seja uma luz a nos guiar naquilo que ele sempre sonhou: um Brasil justo, um Brasil acolhedor e, como era bem do seu feitio, um Brasil alegre, um Brasil que dança, um Brasil que canta, , um Brasil voltado às gerações futuras, comprometido com aqueles que virão depois de nós e que devem encontrar aqui, como legado nosso, um Brasil melhor do que nós encontramos. Esse é nosso compromisso. E Marcelo Déda é uma referência, é um guia é um companheiro nosso nessa caminhada. E nós vamos em frente e vamos construir a Pátria bonita, justa e democrática que nós queremos e merecemos.

Agenda do Ministro em Sergipe –Na quinta-feira, 10, Patrus Ananias se reuniu com o Colegiado do Território da Cidadania do Alto Sertão para analisar as políticas públicas em andamento na região e anunciou que os municípios de Canindé, Gararu, Monte Alegre de Sergipe e Nossa Senhora Aparecida receberão recursos previstos no Programa Garantia Safra em decorrência das perdas geradas devido à escassez de água. O ministro destacou que, apesar das dificuldades, uma grande conquista é a permanência do homem do campo nos territórios rurais: “Hoje, isso é possível graças a diversos programas voltados para o desenvolvimento da agricultura familiar e dos assentamentos, como o Programa de Aquisição de Alimentos, o Plano Safra, os programas de irrigação e cisternas, a produção agroecológica, o Luz Para Todos, o Bolsa Família e o programa de aposentadoria rural, que valorizam a vida das populações em seus territórios”.

No período da tarde, o Ministro visitou o assentamento Jacaré-Curituba, entre os municípios de Canindé do São Francisco e Poço Redondo. O assentamento, de acordo com informações do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), é a maior área de reforma agrária no estado. Na ocasião, o Ministro visitou ainda a nova agroindústria de beneficiamento de macaxeira da União de Cooperação das Associações do Perímetro do Jacaré-Curituba (Unitiba). As instalações vão processar uma média mensal de 18 mil quilos de macaxeira produzida no perímetro irrigado do assentamento. A produção, embalada a vácuo, é comercializada para redes de restaurantes turísticos e para alimentação em escolas de sete municípios da região.

Já nesta sexta-feira, 11, o ministro lançou o Plano Safra da Agricultura Familiar 2015-2016, que disponibilizará R$211 milhões para Sergipe e beneficiará 83 mil agricultores e assinou o Protocolo de Intenções para implantação em Sergipe do PNDTR (Programa Nacional de Documentação das Trabalhadoras Rurais). Com o Incra, o ministro assinou convênio para abertura e Recuperação de Estradas em Projetos de Assentamento; Convênio de Georreferenciamento e Demarcação de Lotes; e Convênio para Construção de Agroindústrias. O total do Convênio é de R$ 20.862.524,87 (contrapartida do Estado R$ 1.049.869,00). Outro convênio foi assinado para a Criação de Projetos de Assentamento do Incra, além da Assinatura de Contratos de Concessão de Crédito Instalação – Apoio Inicial I. O total das ações envolvendo o INCRA é de RS 47.862.524,87.

O ministro realizou ainda a entrega de títulos de crédito fundiário pela Emdagro. O Programa de Crédito Fundiário é fruto de uma parceria entre o Governo Estadual e governo federal com objetivo de garantir que trabalhadores rurais tenham acesso a terra.

Territórios Em Foco – O encontro faz parte da ação Territórios Em Foco, programa do Ministério do Desenvolvimento Agrário que tem o objetivo de promover encontros entre a sociedade civil organizada em Colegiados Territoriais com o ministro Patrus Ananias e autoridades dos governos estaduais e municipais. A visita ao Território da Cidadania do Alto Sertão é a sexta atividade do programa e prevê três dias de encontros, visitas e avaliações das políticas desenvolvidas nos territórios rurais.

Com informações da Assessoria de Imprensa do MDA

Foto: Rômulo Serpa/MDA

Comentários desabilitados