CONHEÇA NOSSA LOJA!
Filmografia de Marcelo Déda

TAIEIRA NA FESTA DE REIS. Direção, Argumento e Roteiro: Djaldino Mota Moreno. Montagem e Fotografia:  Augusto César Macieira. Assistentes de Montagem: Evandro Curvelo Hora e Marcelo Déda Chagas. Direção de Arte e letreiros: Djaldino Mota Moreno. Desenhos: Marcelo Déda Chagas. Narração: Jairo Alves. Texto: beatriz Gois Dantas. Aracaju: 1978. Não-ficção. 19m/24q (3min), son., color., S8.

A cidade sergipana de Laranjeiras comemora a cada seis de janeiro o dia de São Benedito e Nossa Senhora do Rosário, principalmente pela dança-cortejo denominada ‘Taieira’. O curta recebeu o prêmio de Segundo Lugar para Melhor Filme de Folclore no FENACA de 1978.

MOMENTO M. Direção: Grupo FASE. Montagem: Djaldino Mota Moreno e Floriano S. Fonseca. Fotografia e Som: Augusto César. Elenco: Marcelo Déda Chagas, Evandro Curvelo, Floriano Fonseca, José de Oliveira Júnior, Luiz Eduardo e Jorge Lins. Aracaju: 1978. Não-ficção. 19m/24q (3min), son., color., S8.

ALERTA GERAL. Direção, Argumento e Roteiro: Justino Alves lima. Fotografia: Marcelo Déda Chagas. Som: Augusto César Macieira. Montagem: Evandro Curvelo Hora. Letreiros: José Ricardo Poderoso. Aracaju: 1979. Não-ficção. 61m/24q (10min), son., color., S8.

Baseado na música “Sinal de Alerta”, de Jorge Ben Jor, o curta promove uma paródia dialógica entre as imagens e a letra da canção, tratando de temas como a marginalidade e a poluição, o crime, a música e o pensamento ecológico. Participou da Jornada Brasileira de Curta Metragem de 1980, na cidade de Salvador, Bahia.

CARRO DE BOIS. Direção, Roteiro e Argumento: Floriano Santos Fonseca. Produção: Clube de Cinema de Sergipe. Montagem: Evandro Hora. Fotografia: Marcelo Déda Chagas. Aracaju: Clube de Cinema de Sergipe, 1979. Não-ficção.  100m/24q (17min), son., color., S8.

SÃO JOÃO: povo em festa. Direção: Marcelo Déda Chagas. Produção: Clube de Cinema de Sergipe. Narração: Jairo Alves. Roteiro: Marcelo Déda Chagas, José de Oliveira Jr. Aracaju: Clube de Cinema de Sergipe, 1979. Não-ficção.  73m/24q (12min), son., color., S8.

Vencedor do Prêmio Especial do Júri no Festival Nacional de Cinema de Aracajú (FENACA), de 1979, o documentário trata das festividades juninas na Rua São João, região central da capital sergipana.

VADÊIA DOIS-DOIS. Direção, Roteiro, Argumento e Fotografia: Jairo Andrade. Montagem: Marcelo Déda Chagas. Som: César Macieira . Aracaju: 1980. Não-ficção. 73m/24q (12min), son., color., S8.

Vencedor do prêmio de Melhor Filme do FENACA (Festival Nacional de Cinema de Aracaju) de 1981, o filme a partir da festa de Cosme e Damião no terreiro de umbanda da ‘Mãe Zilda’, discute a ação do mercado imobiliário nos terrenos da periferia de Aracaju.

FEIRINHA DE NATAL. Direção, Roteiro e Argumento: Djaldino Mota Moreno. Produção: Clube de Cinema de Sergipe. Montagem: Evandro Hora. Fotografia: Marcelo Déda Chagas. Aracaju: Clube de Cinema de Sergipe, 1980. Não-ficção. 91m/24q (15min), son., color., S8.

O curta documentou a última edição da tradicional feira natalina realizada no Parque Teófilo Dantas, na capital sergipana.

Comentários desabilitados