CONHEÇA NOSSA LOJA!
ITPS realiza palestra para aproximar a Química do cotidiano de estudantes de Socorro

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]

Em comemoração ao Ano Internacional da Química, celebrado em 2011, o Instituto de Tecnologia e Pesquisa de Sergipe (ITPS) vem realizando uma série de atividades especiais. Dentre elas, na última quarta-feira, 26, aconteceu uma palestra com a química Ana Virgínia Dantas Figueiredo, sob o tema ‘Química e o Cotidiano’, no Sesc-Marcos Freire, em Nossa Senhora do Socorro.`

O público alvo foram alunos do nono ano de escolas do município. “Essa palestra compõe uma mostra que comemora o Ano Internacional da Química e é uma parceria do Sesc [Serviço Social do Comércio], ITPS e do Ministério da Ciência e Tecnologia [MCT]. Também temos uma Sala de Ciência e promovemos visitas aos laboratórios para os alunos”, destacou a professora de biologia do Sesc, Aline Pinto.

Objetivando aproximar os estudantes da ciência, o evento promovido pelo Sesc prosseguiu até a última sexta-feira, 28, com oficinas, amostras e exposições relacionando a ciência com temas como saúde, sustentabilidade, energia, alimentos, dentre outros. “O bom em palestras desse tipo é que você percebe o interesse dos jovens. Aqui mesmo vi alguns com os olhos brilhando quando mostrei como a química está próxima da realidade deles. E com isso podemos quebrar o paradigma de que a química é algo difícil e complicado”, avaliou Ana Virgínia, destacando ainda, ao final da palestra, que o ITPS – do alto de seus 88 anos de existência – é o quarto instituto de pesquisa estatal mais antigo do país.

O aproveitamento positivo desse tipo de evento também foi realçado pelos professores que acompanharam os alunos. “Mostrar a química dessa maneira aos estudantes é importante porque eles passam a perceber o que se relaciona com o cotidiano deles. Com essa aproximação eles sabem como aproveitar nas próprias vidas esse conhecimento”, ressaltou a professora de matemática do Colégio Didático, Jenice Raupp.

Para os alunos participantes, as informações adquiridas acabam fazendo com que a experiência em eventos desse tipo se torne extremamente válida. “Gostei muito de participar. E mais ainda por ficar sabendo que a água que consumimos tem que passar por todo um processo químico antes de chegar às nossas casas”, disse a estudante Estela Ferreira de Jesus. Já para o aluno do 9º ano, Felipe Costa Santos, a palestra mostrou-se útil até para o seu desenvolvimento em sala de aula. “Não sou tão bom aluno em química. Mas depois de saber detalhes sobre como ela é importante nos alimentos, por exemplo, vejo que a química é algo muito interessante”, encerrou.

[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados