CONHEÇA NOSSA LOJA!
Fórum debate agricultura familiar no âmbito municipal

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]

Discutir políticas públicas para o desenvolvimento da agricultura familiar no âmbito municipal. Esse foi o objetivo da Secretaria de Estado de Agricultura e Desenvolvimento Rural (Seagri) ao promover, nesta quinta-feira, 28, na sede da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), o Fórum dos Secretários Municipais da Agricultura. O evento contou ainda com as presenças do vice-governador do Estado, Jackson Barreto, da secretária Extraordinária de Políticas para Mulheres, Maria Teles, do deputado estadual João Daniel, do representante do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Argileu Martin da Silva, da superintendente da Conab Ba/Se, Rose Ponder, prefeitos, presidentes de associações de agricultores rurais, gestores da Cohidro e Pronese, e representantes do Banco do Nordeste, Banco do Estado de Sergipe e Banco do Brasil.
 
A solenidade foi aberta pelo secretário de Estado da Agricultura, José Macedo Sobral, que aproveitou oportunidade para comunicar aos Secretários e Gestores municipais sobre a aquisição de sementes de milho e feijão. “As sementes já foram asseguradas, da mesma forma que foi no ano passado, nesse período estamos obedecendo apenas aos trâmites burocráticos necessários que a Administração pública exige”.
 
José Sobral deu, ainda, uma excelente notícia para o pequeno agricultor do Baixo São Francisco: que a Conab, através do programa de garantia de preço mínimo, vai adquirir o arroz que for produzido com garantia de recebimento. “Agradeço à superintende da Conab por trazer para os agricultores, principalmente aos rizicultores do Baixo São Francisco, essa boa notícia. Nós pretendemos produzir e entregar para a Conab mediante cadastros, com acompanhamento das Prefeituras e da Emdagro, 12 mil toneladas de arroz. Isso significa o primeiro passo para o desenvolvimento do Baixo São Francisco”.
 
O vice-governador Jackson Barreto falou da importância da agricultura familiar com instrumento de inclusão. “Saúdo o Secretário de Agricultura do Estado, José Sobral, ao lado do competente dirigente da Emdagro, o Jefferson Feitoza, também aos prefeitos por estarem aqui demonstrando compromisso com a agricultura familiar. Nada mais importante do que termos nossas ações voltadas para a inclusão social e é isso que nós queremos, é isso que nós precisamos e é esse o objetivo que nós temos que perseguir e alcançar: fazer cada vez mais agricultura familiar esse grande instrumento de inclusão social”.
 
Programação
 
A programação contou com palestras, mesas redondas, entregas de kits de inseminação artificial e assinatura de termo de cooperação técnica entre os Estado de Sergipe e Bahia. O Presidente da Emdagro, Jefferson Feitoza de Carvalho, fez uma apresentação sobre o aniversário de 49 anos da Assistência Técnica e Extensão Rural em Sergipe e disse que a agricultura familiar vive um novo momento.
 
“Nós vivemos um novo momento em que o país se apresenta em condição de fazer com que nós possamos erradicar a pobreza no Brasil. A Emdagro, entendendo as políticas definidas para o País, para os Estados e Municípios trouxe para esse fórum os Secretários Municipais de Agricultura, os Prefeitos e todos os demais gestores municipais para darmos conhecimento de suas responsabilidades dentro do cenário da erradicação da pobreza extrema, proposta pela presidente Dilma e corroborada pelo Governador Marcelo Deda”, analisa Jefferson.
 
Já o diretor do Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural da Secretaria da Agricultura Familiar do MDA, Argileu Martins, apresentou o foco principal sobre as políticas públicas para o fortalecimento da agricultura familiar. “Nós apresentamos aos secretários municipais as grandes possibilidades e as oportunidades que existem para podermos dinamizar as economias locais e estabelecer uma grande articulação e parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura e o Governo Federal”.
 
Argileu disse ainda que, em atendimento à demanda apresentada pelo Secretário José Sobral, “outro objetivo da vinda a Sergipe e da participação do Fórum é apresentar o processo de adesão ao Sistema Unificado de Inspeção Sanitária Animal e Vegetal (SUASA) para que o Estado de Sergipe possa ter seu próprio processo e o seu próprio serviço de inspeção tanto em nível de Estado quanto ao município”, explicou.
 
Na sequência da programação do Fórum, outro tema como a as alternativas de diversificação de culturas foram apresentadas pelo engenheiro agrônomo da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira-BA, Basílio Leite, e a distribuição, por parte da Emdagro, 12 kits de inseminação artificial em vacas às Associações de Agricultores Familiares dos Municípios de Nossa Senhora da Glória, Poço Redondo, Porto da Folha, Santa Luzia do Itanhi, Neópolis e Lagarto.
 
À tarde, foram realizadas duas mesas redondas, onde a primeira buscou desenvolver temas sobre Políticas de Comercialização, tendo como debatedores representantes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Secretaria de Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social (Seids) e Emdagro. Na segunda mesa redonda, Banese, BNB e Banco do Brasil trataram sobre Repactuação de Dívidas.
 
Ao final, houve a assinatura do Termo de Cooperação Técnica entre o Estado de Sergipe, representado pela Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural (Seagri), através da Emdagro, e pela Secretaria de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária do Estado da Bahia, através de sua Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), cujo objetivo é compartilhar as ações visando assegurar a sustentabilidade da fruticultura – nas culturas de citros, coco e banana – do cultivo de palma forrageira, do uso seguro de agrotóxicos e destinação final de suas  embalagens e o sistema integrado de informação nos estados.

[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados