CONHEÇA NOSSA LOJA!
Exposição fotográfica #DédaPresente será lançada nesta quarta-feira, 11

O Instituto Banese, juntamente com o Governo de Sergipe e o Instituto Marcelo Déda, realizará na próxima quarta-feira, dia 11, às 19h, o lançamento da exposição fotográfica #DédaPresente. Nesse dia, em que o ex-governador Marcelo Déda faria aniversário, registros memoráveis da fotógrafa Janaína Santos e do próprio Déda estarão reunidos no Museu da Gente Sergipana ‘Governador Marcelo Déda’, espaço idealizado por ele e que agora leva o seu nome como forma de reverenciar quem o criou.

Imagens inesquecíveis das temporadas de campanhas eleitorais e do exercício de seus mandatos enquanto Governador de Sergipe capturadas por Janaína Santos, além de registros que revelam a sensibilidade de Marcelo Déda também ao fotografar, compõem uma justa homenagem ao político de espírito republicano, que preocupado com a difusão da sua imagem, mas não de forma narcisista, desejava que as lentes dos fotógrafos que o acompanhavam também captassem o carinho explícito que recebia do povo, algo que ele devolvia na mesma medida, não apenas aceitando os afagos e retribuindo com calor humano e sorrisos, mas também com trabalho e melhorias reais na vida do povo.

De acordo com o diretor superintendente do Instituto Banese e um dos curadores da exposição, Ezio Déda, a mostra levará o visitante a, não apenas ver, mas sentir a trajetória de Marcelo Déda na construção de seu legado. “Ao percorrer o itinerário imagético da mostra, o visitante fará uma imersão em momentos marcantes da trajetória de Déda, estreita simbiose de emoção, força e fé. Há de se sentir uma saudade do sorriso convincente, das palavras exatas e das expressões cênicas. Mas também há de se reconhecer a sua permanência através do patrimônio moral e do vasto acervo das obras que realizou”, afirma.

Sorrisos, sem dúvida, são um detalhe comum à maioria dos momentos marcantes da trajetória do ex-governador apresentados na exposição. Momentos que não poderiam ficar guardados ou esquecidos, como diz a fotógrafa Janaína Santos. “Marcelo Déda colheu sorrisos e milhares deles estavam arquivados desde a época em que tive a honra de acompanhá-lo, mas eles não poderiam ficar guardados. Essa exposição é uma forma de agradecê-lo pela experiência profissional adquirida enquanto o assessorei, algo que dignificou e deu visibilidade ao meu trabalho. Espero que o público goste das fotografias, que elas conduzam ao sorriso por meio das boas lembranças ou através da alegria dele ao receber o carinho da sua gente”.

Tanto a exposição quanto a escolha do nome de Marcelo Déda para ser patrono do Museu da Gente Sergipana são formas de manter viva a imagem que ele mesmo conseguiu consolidar ao longo de sua caminhada. “Somando a imagem pública que ele construiu àquelas que retratam o calor humano que recebia de seu próprio povo, nasce um mito, hoje homenageado no museu que também leva seu nome”, reforça o diretor de Programas e Projetos do Instituto Banese, Marcelo Rangel, também curador da exposição.

A abertura da mostra fotográfica contará com a apresentação do Duo de Maestros da Orquestra Sinfônica de Sergipe – Violino e Piano, e da banda Coutto Orchestra. A exposição ficará em cartaz no foyer do Museu da Gente Sergipana até o final do mês de abril. O museu está localizado na Avenida Ivo do Prado, 398, Centro, em Aracaju.

cartaz.parteinternadopost

Fonte: Museu da Gente Sergipana

Comentários desabilitados