CONHEÇA NOSSA LOJA!
Atletas paraolímpicos da delegação sergipana brilham nas Paralimpíadas Escolares

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]

Subir ao pódio ficou comum para a delegação sergipana que está participando das Paralimpíadas Escolares realizadas em São Paulo. Os para atletas de Sergipe estão fazendo uma campanha brilhante na terra da garoa, e neste terceiro dia de competições conquistaram mais 11 medalhas, somando até agora um total de 34 medalhas paraolímpicas.

Os jogos paralímpicos iniciaram na última segunda-feira, 25, e prosseguem até este sábado, 30. O Governo de Sergipe garantiu passagens aéreas e toda a assistência possível para a participação dos sergipanos no evento, que reúne mais de 4 mil para atletas de todo o país.

Nas competições de para atletismo, os sergipanos conquistaram sete medalhas, duas das quais são de ouro, uma de prata e quatro de bronze. O talento de Ronald Vitório, da Escola Municipal João Prado, foi demonstrado mais uma vez com a conquista do ouro no salto a distância. Já Iara Menezes, do Instituto Dom Fernando Gomes, garantiu o segundo ouro do dia, na prova dos 300 metros rasos. “Treino o ano todo, pensando nas paralimpíadas. Minha participação nos Jogos da Primavera foi essencial, pois consegui e adquiri mais autoconfiança. O resultado foram essas medalhas que dedico ao meu estado”, afirmou a medalhista.

Quem também se destacou foi Claudianca Conceição, do Colégio Estadual Leite Neto. A jovem conseguiu ultrapassar a atleta do Acre, que era uma das favoritas na prova dos 400 metros rasos para cegos e cruzou a linha de chegada em segundo lugar, garantido mais uma medalha de prata. “Não acreditei quando ouvi o anúncio da minha segunda colocação. Estou muito contente em ter superado o meu tempo e subir no segundo lugar mais alto do pódio”, disse Claudianca.

No para atletismo Sergipe conquistou ainda medalhas de bronze: Deisiane Figueiredo, do Colégio Estadual Mirian Melo; João Pedro Santos, do Colégio do Sesc; Alisson da Silva, do Colégio Estadual Francisco Portugal, e Bruno Paixão, também do Francisco Portugal.

Paranatação

Na paranatação não foi diferente. Sergipe subiu ao pódio quatros vezes. Jefferson Rodrigues, do Colégio Estadual General Siqueira, conquistou o ouro na prova 100 metros borboleta e Adriene Santos, ouro nos 50 metros. “Ganhar é sempre bom. Melhor ainda é superar barreiras e mostrar nossa potencialidade. Estou muito feliz em participar dos jogos”, afirmou Adriene.

As competições do dia encerram com duas medalhas de prata. Uma para Josevan da Silva, do Colégio Estadual General Siqueira, e outra para Matheus Guimarães, da Escola Estadual Augusto Maynard. “Esses meninos são realmente talentosos e têm o dom de nos surpreender e superar barreiras. As premiações de hoje foram as mais disputadas, tendo mais de 25 classificados. Eles estão de parabéns”, afirmou, muito emocionado, o técnico da paranatação sergipana, Ivan Secundo.

Paralimpíadas Escolares

As Paralimpíadas Escolares Brasileiras, organizadas pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), é considerado o maior evento esportivo do gênero no mundo e reúnindo este ano cerca de 4 mil estudantes do Brasil. Os para atletas disputarão medalhas nas modalidades bocha, futebol para paralisados cerebrais (futebol de 5 e de 7), goalball, judô, para atletismo, paranatação, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas e voleibol sentado.

Para participar das competições, os para atletas devem ter algum tipo de deficiência, seja ela física, visual ou mental, e idade entre 12 e 19 anos. Também devem estar matriculados em escolas do ensino fundamental, médio ou especial.

[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados