CONHEÇA NOSSA LOJA!

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]A Prefeitura de Aracaju através da Fundat- Fundação Municipal do Trabalho promoveu nos últimos sábado e domingo, dias 28 à tarde e 29 pela manhã, na praça dos Arcos da Atalaia a distribuição de uniformes novos para vendedores ambulantes da orla.
A ação faz parte do projeto “Trabalho Cidadão”, que tem como objetivo dar condições do ambulante vender seu produto com roupas padronizadas e com crachá de identificação. “É uma forma do vendedor ser reconhecido pelo consumidor e, sobremaneira, pelo turista, que se sente mais confiante ao saber que alí está um trabalhador e não um oportunista”, disse Antônio Carlos Mota, presidente da Fundat.
Segundo Clara Angélica Almeida Santos, assistente social da fundação e coordenadora do projeto, dos 1110 ambulantes cadastrados na Fundat, compareceram cerca de 300 para receberem as fardas. Ela disse que a entrega é constante e vem sendo feita desde o ano passado, quando foi implantado o projeto. À medida que eles vão precisando procuram o posto de atendimento da Fundat que funciona na praça dos arcos da Atalaia, mas, nas datas festivas, como Reveillon, São João e Pré-Caju a distribuição é em massa. “Todos são chamados, só não recebem aqueles que não comparecem; queremos nossos ambulantes com roupas novas e adequadas. Isto provoca boa impressão no visitante e deixa a nossa marca”, ressaltou Angélica.
O Trabalho Cidadão- Mota explicou que o projeto, visa capacitar o trabalhador informal para que seja gerador e gerenciador de sua própria renda. Eles também recebem curso de capacitação e treinamento de acordo com o Programa de Desenvolvimento Profissional que integra o Trabalho Cidadão desenvolvido pela Fundat. “O treinamento consiste em aulas voltadas a questões ligadas à ética, cidadania, relações humanas , higienização e manipulação de alimentos. “ Os ambulantes estão se aprimorando e pode-se dizer que hoje sabem como dirigir-se ao consumidor”.
Ainda em relação aos uniformes, o presidente informou que as fardas são padronizadas de acordo com cada tipo de produto comercializado. Citou como exemplo, os vendedores de acarajé, que usam jalecos e bonés brancos. Se for vendedor de coco, o fardamento é verde. Além disso os carrinhos e barracas também são padronizados. “A nossa idéia é permitir uma imagem diferente e organizada da Orla de Aracaju, afirmou Antônio Carlos.
Informou também que a entrega do fardamento continua durante esta semana e que os ambulantes devem dirigir-se à Unidade de Produção da Coroa do Meio.[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados