CONHEÇA NOSSA LOJA!

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]O secretário de Participação Popular, Anderson Farias, esteve presente na solenidade de lançamento do Projeto Cidadania, realizada na manhã de hoje, 30, no salão de eventos do hotel Aquárius.
O Projeto é desenvolvido pelo Conselho Federal da OAB – Ordem dos Advogados do Brasil -, representado na capital pela secção Sergipe, e tem como objetivo a prestação de assessoria jurídica e o auxílio à população no acesso dos direitos garantidos pela Constituição. A meta é prestar esclarecimentos nas escolas, sindicatos, associações de moradores e entidades civis organizadas que representam as fatias mais carentes da população.
Com o Projeto Cidadania, a OAB pretende dispor para as comunidades os serviços de profissionais plenamente capacitados a informar, orientar e encaminhar as pessoas sobre os mais variados temas que afetam seu cotidiano, alertando sobre direitos e deveres, coibindo injustiças e oferecendo mecanismos de proteção àqueles que não podem pagar por um serviço jurídico formal.
Como parceiros de sua missão social a OAB/SE conta com a Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria de Assistência Social e Cidadania; Banese, Unimed, Fanese, Governo do Estado, Sociedade Semear e outros.
A Secretaria Extraordinária de Participação Popular também se alia ao Projeto Cidadania, disponibilizando sua experiência em mobilização social para apoiar a implantação das assessorias nas diversas comunidades. Em conversa com o presidente da OAB/SE, Manoel Menezes Cruz, o secretário Anderson Farias demonstrou todo interesse em auxiliar na implantação e no trabalho continuado que o Projeto Cidadania passa a desenvolver daqui por diante. “Colocamos à disposição toda nossa equipe de mobilização popular, bem como um levantamento das entidades e o acesso aos espaços do Orçamento Participativo para que sejam realizadas as palestras e as reuniões com os assessores. Será um ganho para o Projeto, para a secretaria de participação popular e, principalmente, para as comunidades que terão mais um mecanismo para a garantia de seus direitos”, disse Anderson.[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados