CONHEÇA NOSSA LOJA!
Programa Mais Educação é aprovado por alunos da rede estadual

[vc_row][vc_column width=”2/3″][vc_column_text]

Mislene Brito, 9 anos,  chega cedinho à escola trazendo em sua mochila, além do material didático, toalha, sabonete e escova de dente, pois ela sabe que passará todo o dia no colégio. A jovem estuda na Escola Padre Leon Gregório, em Nossa Senhora da Glória, que funciona em turno integral e aderiu ao Programa Mais Educação. “Aqui eu aprendo, brinco, jogo futebol. Passo o dia muito feliz e fico triste na hora de ir embora”, revelou a estudante.

O Programa Mais Educação está presente em 58 escolas da rede estadual de ensino em Sergipe, beneficiando um total de 8.134 alunos.  Criado pelo Governo Federal, o programa tem como objetivo aumentar a oferta educativa nas escolas públicas em turno integral, com atividades optativas agrupadas em macrocampos com oficinas de letramento, meio ambiente, esporte e lazer, cultura e artes, dentre outras atividades.
 
As escolas inseridas no Mais Educação têm alcançado êxitos em relação ao aprendizado e participação dos alunos. Por essa razão, Mislene fica muito contente quando chega à escola. “Essa satisfação e êxito alcançados pelos estudantes se devem às atividades diversificadas desenvolvidas nas escolas, sempre em turno contrário ao das aulas regulares, o que entra em consonância com o Projeto Político Pedagógico de cada unidade escolar”, declarou a professora Ângela Machado, coordenadora estadual do Mais Educação.
 
A Escola Padre Leon Gregório é um exemplo prático de como o programa Mais Educação pode mudar realidades.  Com 645 alunos matriculados, a escola oferece o ensino fundamental do 1º ao 5° ano funcionando em regime de comodato com a Secretaria de Estado da Educação (Seed).  “Desde que aderimos ao programa, as crianças ficaram mais envolvidas em todas as atividades da escola.  O número de aprovação aumentou significativamente.  Posso assegurar de que  hoje não existe mais evasão escolar”,  afirmou a professora Sonja Volei Rodrigues, diretora do Leon Gregório.

Por isso, Carlos Daniel, 9 anos, também gosta muito da escola, e na oficina de letramento mostrou que sabe ler e escrever muito bem. “Gosto muito de ler e participar das rodas de leitura. Já fiz até a minha carta para Papai Noel e espero que meu pedido seja atendido”, disse o aluno.

Quem fica satisfeita com esse resultado é a professora Alane Cristine Macedo, que, além das disciplinas regulares, está à frente da oficina de letramento. “A oficina serve como reforço para as disciplinas de português e matemática, pois fazemos leitura, produção de textos e cálculos. Hoje todos fizeram uma carta para Papai Noel. Além de praticar a escrita, eles fizeram belas ilustrações no papel”, disse a professora.

Capoeira

Outra oficina disputada é a de capoeira, que fica sob o comando do professor Sombra, que dá ritmo às aulas ao som do berimbau e do mestre Shell, da Associação de Capoeira Filhos Negros de Aruanda. “É uma das oficinas mais procuradas na escola. Além da arte marcial, os alunos aprendem disciplina, respeito ao próximo e senso de responsabilidade. Gosto muito dessa turma”, revelou o professor Sombra.

Os alunos gostam ainda mais e se esforçam para aprender a capoeira bem rápido. Esse é o exemplo de João Paulo Santos, 11 anos. “Capoeira é minha aula favorita; com ela  aprendo a me defender e me divirto muito com meus colegas. Quero me tornar um mestre nesse esporte”, disse o aluno.

Futebol

A escola oferece ainda aula de futebol, que é apreciado por todos, inclusive pelas meninas”.  Trabalhamos o futebol como atividade física recreativa e também formamos times que participam de competições no município. Os times de futebol masculino e feminino do Leon Gregório conquistaram a medalha de bronze nos Jogos da Primavera municipais que ocorreram em setembro”, disse o professor de futebol José Normando dos Santos.

Maria Jéssica Santos, 10 anos, é uma das atletas do time de futebol da escola. “Futebol é meu esporte favorito. Quero ser profissional e jogar na seleção brasileira”, disse a estudante. Os colegas Leonardo da Costa e Weslley Gomes, ambos 11 anos, também gostam do futebol. “Vou marcar muitos gols na partida de hoje. Essa escola é muito boa”, disse Leonardo. A escola oferece também aulas de dança, tênis de mesa e futsal no turno da tarde.

Como os estudantes passam todo o dia na escola, eles têm direito a três refeições. Tomam banho na própria escola e participam ativamente de todas as atividades. O professor José Laudisson Resende, diretor da regional de Educação sediada em Nossa Senhora da Glória (DRE 9), aprovou a adesão ao programa Mais Educação. “Apoiamos o programa porque oportuniza ao aluno participar não somente de atividades conteudistas, mas também de atividades diversas que criam um laço maior com a escola, contribuindo para a formação de um cidadão pleno e atuante”, disse o diretor.

Por isso que Keit Ketilly de Almeida, 12 anos, se sente tão bem na escola e revelou que lamenta apenas que este será seu último ano no Leon Gregório. “Estou no 5º ano, por isso vou deixar esta escola. Aprendi muito aqui, e esse conhecimento irei carregar por toda a minha vida. Os professores e minha diretora estão de parabéns”, agradeceu a aluna.
 
Já Anderson Santos, 9 anos, ainda permanecerá mais tempo na escola. Ele cursa o 3º ano do ensino fundamental. Confessou que adora a hora do almoço. “Espero que o tempo demore a passar, pois gosto muito da minha escola e a comida daqui é deliciosa”, disse o aluno.

Com essa aceitação do Mais Educação, a professora Rose Meire Santos, coordenadora regional do programa pela DRE 9, revelou que no próximo ano mais escolas irão aderir ao Mais Educação. “Vamos inserir o programa em mais quatro escolas da Regional: duas em Nossa Senhora da Glória, uma em Poço Redondo e outra em Feira Nova. Estou apostando no êxito dessas escolas para o próximo ano letivo.

[/vc_column_text][/vc_column] [vc_column width=”1/3″][vc_column_text] [/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Comentários desabilitados